clear promocoes - dicionáro do trade marketing

Dicionário do Trade Marketing

Quem trabalha com trade marketing sabe que são muitos termos exclusivos que são utilizados nesse meio. Se você trabalha nessa área, ou precisa negociar com alguém do trade, já deve ter percebido que existe uma linguagem própria.

E é justamente para te ajudar a compreender os termos usados, que criamos esse dicionário com as palavras mais comuns no trade marketing. Conheça agora as mais usadas e fique por dentro desse vocabulário do mundo do marketing.

A

ACORDO DE COLOCAÇÃO: Contrato realizado entre o ponto de venda e o fornecedor, afim de acordar termos para implantação de publicidade.
ANALISTA DE TRADE MARKETING: Profissional que analisa os dados dos relatórios elaborados pelos promotores de vendas, sobre os pontos de vendas. É responsável também por elaborar estratégias e novas ações de marketing no PDV.
ÁRVORE DE DECISÃO: Sucessão de passos que os consumidores seguem para encontrar produtos em um PDV.

B

BACKOFFICE: É a base da operação do trade marketing. É no BackOffice que é criado toda as estratégias que serão utilizadas em campo. É o local de trabalho do analista de trade marketing e do gerente.
B2B: Sigla em inglês de Business to business, esse termo é empregado para demonstrar a relação entre duas empresas, que estão mantendo negócios como cliente e fornecedor.
B2C: Sigla em inglês de Business to consumer, termo utilizado para fazer referência à relação entre empresa e o consumidor final, ou seja, uma pessoa física.
BATCH: São as informações que constam em um produto, como por exemplo, data de fabricação, data de validade e lote.
BENCHMARKING: Estudo de mercado realizado tomando como referência os acertos e pontos de sucesso de outras empresas. Assim a organização adota algumas práticas de sucesso de outras empresas, a fim de melhorar seu desempenho.
BI (BUSINESS INTELLIGENCE): Termo utilizado para se referir ao processo de estudo de dados, para a elaboração de estratégias que irão impulsionar resultados.
BONUS PACK: Embalagens que possuem bonificação do produto com quantidade maior que o usual, por exemplo, “Pague 300ml, Leve 500ml”.
BRANDING: Conjunto de estratégias adotadas, que levam em consideração a essência da marca, para criar o valor da empresa perante os consumidores. Fazendo com que estes, consciente e inconscientemente escolham a marca no momento da compra.
BRIEFING: Informações de marketing que são adotadas no momento da criação de campanhas e promoções.
BUDGET: Orçamento planejado pela empresa para ser usado em ações de marketing.

C

CHECK –OUT: Local onde a compra é finalizada pelo consumidor, geralmente são os caixas de lojas.
CRM: Sigla de Customer Relationship Management, ou seja, é a central de comunicação que a empresa tem com o cliente. Pode ser SAC, internet, call Center, entre outros.
CROSS MERCHANDISING: Termo usado quando duas empresas fazem parceria a fim de vender seus produtos no PDV. Geralmente essas empresas são relacionadas. Como por exemplo, uma empresa de massa de lasanha e outra de molhos. Com a parceria feita essas empresas criam campanhas e ações promocionais para aumentar a venda de seus produtos em conjunto.
CROSS SELLING: Termo conhecido no Brasil como venda cruzada. A venda cruzada é quando o consumidor está adquirindo um produto e você oferece outro relacionado. Alguns exemplos: na compra de um celular o vendedor oferece uma película de proteção.

D

DOWN THE TRADE: Esse termo é usado para se referir as lojas de varejo, geralmente pequenas lojas.

E

ECR: Sigla de Efficient Consumer Response ou “Resposta Eficiente ao Consumidor”, é um termo utilizado para a relação estabelecida entre a indústria e o varejo, para que estes consigam atender de forma satisfatória as necessidades do consumidor.
ESTOQUE VIRTUAL: Expressão utilizada quando não há a existência física de um produto, mas no sistema de estoque ele consta como disponível.

F

FEFO (FIRST EXPIRE, FIRST OUT): Críterio que utiliza como indicador a validade do produto para determinar a ordem de saída dos lotes do estoque.
FIFO (FIRST IN, FIRST OUT): Termo utilizado que pode ser descrito como o primeiro produto que entra no estoque, tem que ser o primeiro a sair. Esse critério evita assim que produtos atinjam sua data de validade em estoque.

G

GIFT-PACK: Representa embalagens que contém brinde em seu interior.
GIRO: Expressão utilizada para referir o tempo que o produto leva pra sair do estoque ou gôndola, desde a sua chegada.
GÔNDOLA: Local onde os produtos ficam expostos, como: armários, prateleiras, mesas entre outros.

I

INSIGHT: Práticas que a empresa toma para alavancar a venda de produtos. O foco é criar ações que despertem o interesse do consumidor e o levem a consumir mais. É uma técnica do merchandising.

K

KPI: Indicador que os analistas se baseiam para verificar o sucesso das ações e técnicas aplicadas no trade marketing.

M

MARKET SHARE: Termo que indica o quão forte a marca é na sua categoria, ou o quando a marca domina o seu mercado. Por exemplo, no mercado de fast food o McDonald’s é possui a maior participação nesse segmento.
MERCHANDISING: Técnicas que são usadas no ponto de venda para alavancar as vendas de um determinado produto. São ações e campanhas criadas para evidenciar um produto, e aumentar seu consumo.
MPDV: materiais do merchandising criados para serem utilizados nos PDVs para criar maior destaque ao produto da marca. Esses materiais podem variar de papéis até equipamentos como freezers.

N

NEUROMARKETING: Termo que se refere ao estudo do perfil dos consumidores, a fim de compreender as reações neurológicas que certas técnicas causam, que desencadeiam o consumo.

O

OMNICHANNEL: Se refere à integração dos diversos canais de vendas que uma empresa possui, podendo ser físico e online, não importante em qual deles será feito a compra. O consumidor pode comprar online e retirar o produto na loja física, ou visualizar o produto na loja física e fazer a compra online.

P

PDV: Abreviatura da palavra Ponto de venda. São os locais onde os produtos são adquiridos pelos consumidores.
PROMOTORES COMPARTILHADOS: Modalidade em que o promotor/repositor alocado em um PDV atende diversas marcas, barateando os custos e otimizando o serviço

R

REPORT: Relatório colhido em campo com informações obtidas através de observações minuciosas.

S

SAMPLING: Produtos que são distribuídos gratuitamente, a fim de que o consumidor experimente e conheça a marca.
SHOPPER: Quem adquire o produto no PDV. Esse consumidor pode ou não ser o consumidor final.

T

TARGET: Termo usado para se referir ao público alvo.
TRADE MARKETING: Representa uma parte do plano de marketing de uma marca, que é focado no ponto de venda. No trade marketing são usados estratégias e técnicas com o único foco de expandir as vendas.

U

UPSELLING: Técnica usada para induzir o consumidor a levar o mesmo tipo produto com um valor maior. Para isso são usadas estratégias como oferecer um produto com qualidade superior, ou maior quantidade do mesmo produto.

Agora você já é capaz de compreender os termos mais usados no trade marketing, aproveite desse conhecimento adquiro e comece agora mesmo a incorporar as técnicas e estratégias que são utilizadas nesse meio para alavancar suas vendas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *